UPTADE: Chá de Fuxikô ADIADO!

IMG_7249

Post só para avisar que o Chá de Fuxiko teve que ser adiado… Ahhh! rs Mas a designer garante que é por um bom motivo: está terminando de produzir os modelos da nova coleção, que serão exclusivamente mostrados às participantes do evento! Ebaaa!

Então fiquem ligadas que logo mais posto notícias! =) By the way, tentei avisar ontem, mas a internet não colaborou… Deve ter sido a chuva! rs

(posted by nfuzaro)

Advertisements

Fuxikei!

Gente, esse post é muito especial pro Porcinas por vários motivos: porque conta uma história de sucesso de uma pessoa querida (ótima pra incitar otimismo, que super combina com domingos! rs), porque inaugura a sessão Interview e porque faz um convite super V.I.P!!! Curiosa? Então leia o post inteiro (tá giga, eu sei, mas vale a pena) e “mate quem está te matando”! haha

 

A Fuxikô

Começou como um hobby, uma maneira de extravasar a paixão por moda enquanto se distraía das questões do dia-a-dia. As peças produzidas nesta brincadeira, que eram exibidas em seus próprios looks de trabalho e almoços em família, logo conquistaram admiradoras – e encomendas! “Kelinha, me vende esse colar que você está usando?”, ouvia frequentemente. Até que, a pedidos, começou a mostrar suas criações. Aí fuxikou… Amigas, parentes e conhecidas que se juntavam, geralmente em torno de uma mesa ou sofá, para ver os acessórios (naquela época, a maioria feita de fuxicos) se encantaram e espalharam a notícia. A moda brasileira e romântica criada professora, então, logo alçou vôo do interior de São Paulo para o Brasil inteiro.

Bolsa, lenço e colares da Fixikô

Bolsa, lenço, pulseira e colares da Fuxikô

Hoje a Fuxikô, nome da marca que está se profissionalizando aos poucos (pois a designer ainda concilia a produção artesanal dos acessórios com o magistério), é vendida em algumas lojas e sob encomenda. Ou seja, quem usa Fuxikô é uma Very Important Person, já que as peças não são facilmente encontradas. Além disso, Kélen cuida para que cada item seja único, pois “se forem do mesmo modelo, devem ser de estampas ou cores diferentes”. Como se não bastasse, a maioria dos acessórios é dupla-face: “Gosto de agregar dois estilos numa mesma peça para dar mais versatilidade à cliente, pois sei como mulher é”. Muuuuito capricho, não?!

Fuxikô antenada: chaveiro com espírito santo e colar de flor em madeira

Compra antenada: chaveiro com espírito santo e colar de flor em madeira da Fuxikô

“Hoje (23.05) faz exatamente um ano que eu cheguei com a sacola com meia dúzia de peças para mostrar pro pessoal e, na ocasião, já vendi tudo!” Kellinha conta ainda que a produção é toda manual e, a não ser pela costura (que delega a cerca de 10 costureiras), é toda sua, desde a idealização do molde até o corte, passando pelo acabamento com bordados. “A inspiração”, diz, “vem de tudo e até me incomoda, pois às vezes vejo uma flor e já a imagino numa bolsa, num colar, num broche. Às vezes estou assistindo novela e, de repente, vejo um desenho num vaso. Aí tenho que parar para desenvolver e aquilo vira algum acessório. Não consigo parar”.  

Broche de flor para usar com colar de pérolas ou na jaqueta

Meu broche de flor Fuxikô: uso no colar de pérolas ou na jaqueta jeans

 

Fuxicos

Em conversa com a designer, descobri que é ela quem está produzindo a linha de acessórios de uma estilista muito top, cujas peças luxuosas sempre figuram em revistas de moda e vestem celebridades – prometi guardar o nome em segredo, mas confiem, é gente muuuuito “phyna”! haha Descobri também que vai acontecer um bazar da marca, o Chá de Fuxiko, em São Paulo no final de junho e tratei logo de garantir lugar às leitoras queridas do Porcinas. Então, quem quiser participar, deixa nome e contatos aqui nos comentários, ok?

E se você, como eu, amou os acessórios da Fuxikô e quer saber como comprar (modelos, preços, distribuição etc.), mande e-mail para nathalia.fuzaro@yahoo.com.br que eu faço o link com a designer.

Fotos: acervo pessoal e by Tato Guion.

(posted by nfuzaro)