Para refletir, prata e ouro!

Outro dia eu estava passeando pelas lojas com uma amiga, e entramos numa loja de bijouterias. Fiquei encantada com uma pulseira de caveira em prata, que estava na promoção, de NZD$120.00 por NZD$20.00! E a vendedora percebendo meu entusiasmo, ficou na minha orelha: “What a bargain”! Quando eu estava pagando, eu perguntei pra vendedora se ela sabia de onde era a pulseira! E pra minha supresa: Thailand, ela disse! Eu pensei na mesma hora: “nossa Tailândia”, por isso que foi tão barato! E fiquei com aquilo na cabeça, me questionando o porque da prata ser miseravelmente tão barata lá!

Pulseira de caveira

Para a minha surpresa, no mesmo dia a noite, eu estava mudando de canal na televisão quando me deparei com um documentário muito bom e interessante, sobre o ouro na República Democrática do Congo, na África. Fiquei terrivelmente perturbada com a realidade de lá. Pra quem não sabe, mais de 5 milhões de pessoas já morreram em conflitos por causa do minério. É considerada uma das maiores guerras desde a Segunda Guerra Mundial. E me lembro de uma mulher no documentário perguntando-se: “Porque, porque não é um assunto comentado no mundo e nos jornais?” E no fundo sabemos que é uma indústria que exporta ouro para o mundo e que, portanto, gera muito dinheiro, e onde há muito dinheiro há hipocresia, corrupção etc…

Ouro no Congo

As pessoas vivem em condições desumanas, há muita violência, há trabalho infantil e escravo… Elas entram em contato direto com o mercúrio (que é tóxico) diariamente e não sabem do mal que isso causa a saúde, tudo para sobreviver!

Trabalhadores procurando ouro no Congo

Há um documentário chamado “60 Minutes: Killing Continues In The Deadliest War Since WWII As Gold and Other Minerals Pay For Weapons” em que eles afirmam: “Joalheiros sabem sobre a tragédia no Congo, mas rastrear a origem do ouro nunca foi prática da indústria. Eles compram ouro de intermediários, não perguntam  de onde veio”.

Trabalhadores no Congo

Resumindo tudo, hoje em dia nós temos que sempre nos interrogar sobre o que compramos, por exemplo: o ovo da galinha (free range), o frango sem hormônios (orgânico), o leite… E agora também sobre o ouro e a prata! Porque sem saber, estamos contribuindo indiretamente para essa guerra através do consumo!

Crinça trabalhando no Congo, foto by Marcus Bleasdale

E finalizando, será que fiz uma boa compra?

Fotos: Reprodução

(posted by mafuzaro)

6 thoughts on “Para refletir, prata e ouro!

  1. Parabéns pela lembrança!
    Gostei muito de ver aqui no Porcinas que eu sempre visito.
    É realmente importantíssimo saber a procedência do que estamos comprando. Muitas pessoas podem estar sendo exploradas e quase escravizadas em nome dos lucros das grandes indútrias.
    O filme “Diamante de Sangue” do Leonardo DiCaprio retrata a realidade da corrida pelos diamentes africanos. É ótimo! Recomendo.
    Adorei o post, beijos.

  2. Esta questão do rastreamento é importante. Temos o direito e o DEVER de saber o que estamos consumindo. Não podemos apenas fechar os olhos e gastar/consumir pelo simples ato de obter aquilo para si. Temos que ser responsáveis. Temos que valorizar os que buscam trabalhar com consciência/responsabilidade e nestes casos os produtos são mais caros/onerosos para todos (consumidor, fabricante, produtor, vendedor) mas o melhor de tudo é saber que o que vc está usando não tem sangue gerado por conflitos e exploração da mãe Terra de maneira negligente e exploração de humanos como simples ferramentas, apenas carne…

    Meninas, parabéns pelo texto, reflexão e questões que foram levantadas!

    beijos!

  3. Filha, texto muito importante, aborda o que muito hj em dia se fala sobre responsabilidade social. Temos que fazer a nossa parte, gerar um movimento que sempre cresça, de pessoas com sentimentos humanitários e também que cuidem do ambiente, preservando , dando continuidade à vida. Lembrei-me agora de uma frae de Madre Teresa de Calcutá: “não posso mudar o mundo, mas posso jogar uma pedrinha no mar e começar uma onda que pode se somar à outras …..” Bjs

  4. Girls, obrigada pelas ótimas reflexões também! Depois de ver esse documentário citado acima, eu pensei: tenho que abordar esse assunto no blog porque tem muita gente que desconhece o que acontece na África. O filme “Diamante de sangue” também retrata uma realidade que é triste, e em outro contexto, o filme “O jardineiro fiel” nos mostra outra grande indústria (e ou máfia dos remédios)! Indústrias que se enriquecem através de explorações etc.! Ainda pretendo abordar ligeiramente aqui no blog assunto como os corais e também o marfim :)! Muito obrigada de coração pela participação de vocês! Aprendemos muito através dos comentários! Mil beijos

  5. Excelente reflexao!!! Vale a pena termos nocao do que estamos comprando,pois estamos falando de GENTE, e gente merece ter no minimo, condicoes dignas de viver e nao sobreviver…

    Belo post, pelo blog!
    Bsos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s